domingo, 22 de maio de 2011

Sobre o tempo

Olá queridos,
Gostaria de agradecer as visitas e os novos seguidores, obrigada!
Eu nesses últimos dias tenho necessitado de ficar um pouco sozinha, fazendo umas interlocuções, refletindo...
Tive dias difíceis com o meu Pedrinho. Ele tinha 16 anos e era meu companheirinho, filho, cãozinho, amigo. Mas, o tempo foi passando devagarinho e quando percebi o meu bichinho já estava idoso - e eu nem conseguia perceber isso, pois ele sempre foi muito bem cuidado.  Viveu comigo dias maravilhosos, passamos por enfermidades, luto e ele sempre comigo. Já conversávamos e nos entendíamos como velhos amigos que sempre fomos.  Porém, seus últimos dias foram duros... e ficamos juntos até o final. Foi sepultado com todo o respeito e carinho lá junto dos outros que se foram antes dele. E o vazio ficou. A saudade é enorme, mas a alegria da convivência e do amor são grandes demais.
Então, esse é um momento de perda... mas a vida continua e as maravilhosas lembranças estão sempre em meu coração.
E nesse momento de várias coisas acontecendo é que vemos a graça de Deus em nos proteger e guardar.  Tantas lutas, mas tenho visto a boa mão do Senhor agindo. Por isso, é que precisei de um tempo para cuidar e depois chorar a perda de meu Pedroquinha. E tem as outras  coisinhas que faz com que a vida não pare...dificuldades, possibilidades, mudanças... é sempre difícil aceitar algumas mudanças.
Refletindo acerca do tempo e de seus efeitos, eu me lembrei de uma música que gosto muito.

Sobre O Tempo

Pato Fu

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã
Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai
Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final
Ah-ah-ah ah-ah
Ah-ah-ah ah-ah
Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã
Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai
Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final... oh-oh... oh-oh ah...
Uh... uh... ah au
Uh... uh... ah au
Vai, vai, vai, vai, vai, vai 

Linda música! E que letra perfeita! Então, mano velho vamos em frente, pois conto contigo para completar a carreira!

Um lindo domingo a todos! Voltarei brevemente com novidades!

4 comentários:

Andrea Guim disse...

Oi, Sandra!
Tem SORTEIO novo no BLOGARTE em parceria com a MerciDesigns! O presente é super fofo! Bora lá participar!!!
Beijins,
Andrea

Primaveril no muro disse...

Olá, Sandra!
Sinto muito pelo seu cachorrinho. Eu adoro bichos, sinto uma peninha, quando acontece alguma coisa com eles. Fica a saudade!
Grande abraço

Maria Luiza disse...

Oi Sandra!!!

Falando de perdas...me lembrei dessa música que eu adoro:

Encontros e Despedidas
Composição : Milton Nascimento / Fernando Brant

Mande notícias
Do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço
Venha me apertar
Tô chegando...
Coisa que gosto é poder partir
Sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar
Quando quero...
Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega prá ficar
Tem gente que vai
Prá nunca mais...
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai, quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim chegar e partir...
São só dois lados
Da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem
Da partida...
A hora do encontro
É também, despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar
É a vida desse meu lugar
É a vida...
Lá lá Lá Lá Lá...
A hora do encontro
É também, despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar
É a vida desse meu lugar
É a vida...



bjs

diasadois disse...

Oi Sandra,

Sinto muito pelo seu bichinho! Só quem já passou por isso sabe como é ruim e quanto amor temos por eles. Mas pense que ele foi muito bem cuidado e vc pode aproveitar muito a sua companhia!

E que bom que gostou da nossa cozinha! Muito obrigada querida!